O que são e para que servem os BDRs?

Matheus Maranhão
Auxiliar de Investimentos

Você sabia que existe uma forma fácil de investir no exterior sem a necessidade de tirar o seu capital do Brasil? É possível fazer isso através de um investimento chamado de BDR, que permite investir de forma indireta em ativos estrangeiros.

O que são BDRs?

BDR é uma sigla pra Brazilian Depositary Recipts (ou um certificado de depósito de valores mobiliários). Estes certificados são emitidos no Brasil e negociados na B3, bolsa brasileira, mas que tem como referência ativos estrangeiros.

Em outras palavras, você investe em empresas estrangeiras, sem precisar tirar o seu dinheiro do Brasil, conforme foi detalhado por um dos sócios da Múltiplos, João Scognamiglio, nesta matéria do Jornal do Comércio.

A grande maioria dos BDRs disponíveis atualmente são de ações americanas, porém, também podem ser referentes a ações de outros países, ETFs, títulos de dívida ou REITs (equivalene a fundos imobiliários estrangeiros).

Nessa modalidade de investimento, uma instituição depositária faz a compra e a custódia dos ativos em uma conta no exterior. Em seguida, no Brasil, são emitidos os recibos que representam estes ativos.

Precificação

Ao investir em BDRs, é importante entender como o preço do ativo que você está comprando vai variar. Se um BDR tem como referência uma precificação em Dólar, a oscilação depende tanto do ativo de referência como do câmbio entre o Real e o Dólar.

Ou seja, se você comprar um BDR que equivale a uma ação cotada a U$ 20, e o câmbio entre Real e Dólar é de R$ 5, o preço do BDR será:

BDR = U$ 20 x 5 = R$ 100

Agora, vamos supor que no momento da venda, a ação de referência dobrou de valor enquanto o Real se valorizou, trazendo o câmbio para a casa dos R$ 3. O preço na hora da venda será:

BDR = U$ 40 x 3 = R$ 120

Nesse caso, mesmo que a empresa que você comprou tenha dobrado de valor, o seu BDR terá uma valorização mais modesta, devido à valorização do Real.

Por outro lado, em uma situação de valorização do Dólar frente ao Real, a valorização seria ainda maior. Por esse motivo, investir em BDR é uma forma de proteger o seu dinheiro para situações de desvalorização cambial.

Tipos de BDRs

Os BDRs podem ser de 2 tipos: patrocinados ou não-patrocinados.

Os patrocinados, são aqueles em que, a própria empresa estrangeira demonstra interesse em negociar as suas ações no mercado brasileiro. Nesse caso, a empresa contrata uma instituição depositária para fazer a custódia das ações e emissões dos títulos.

Esse tipo de BDR pode ser de nível I, II e III. Cada nível traz diferentes exigências legais, responsabilidades para a empresa emissora, e regras que devem ser seguidas para a emissão do certificado.

Atualmente, apenas os BDRs de nível I podem ser comprados pelo investidor comum. Os níveis II e III estão restritos a investidores qualificados (aqueles que possuem mais de R$ 1 milhão de patrimônio e atestam capacidade perante a CVM).

Já no caso dos BDRs não patrocinados, a iniciativa de emitir os títulos no mercado brasileiro parte da própria instituição depositária, sem a necessidade de participação da empresa estrangeira. Esse tipo de BDR pode ser negociado pelo investidor comum, sem restrições.

Vantagens de BDRs

O BDRs vem para trazer facilidade e simplificação para quem deseja investir no exterior, conforme foi mencionado na matéria do Jornal do Comércio. As principais vantagens desse tipo de investimento são:

Desvantagens de BDRs

Dentre os pontos negativos, temos:

Vale a pena investir em BDRs?

Para entender se o investimento em BDRs fazem sentido para o seu perfil, é preciso entender o que você prioriza nos investimentos.

Se você prefere investir de forma mais simples e menos burocrática, os BDRs se encaixam perfeitamente. Por outro lado, caso você seja um investidor mais experiente, que busca maximizar os seus ganhos e não tem problema com os procedimentos, pode buscar investir por conta própria no exterior.

Para mais informações, não deixe de conferir o nosso vídeo sobre o assunto:

Bitcoin a R$ 100.000

O Bitcoin acabou de ultrapassar a marca dos R$ 100.000. Isso mesmo, você não leu errado. Um Bitcoin está custando mais de R$ 100.000.
João Scognamiglio
Planejador de Investimentos

[Resenha de Livro] Investidores conservadores dormem tranquilos

Uma das maiores referências como investidor conservador é Philip Fisher, que tem uma filosofia que visa retornos à longo prazo e conservação do capital
Matheus Maranhão
Auxiliar de Investimentos

Como um Investimento Funciona: O Guia Absolutamente Completo

O ponto de partido para saber onde investir é entender como funciona um investimento, os riscos envolvidos e como você ganha dinheiro com ele.
Thiago Cardoso
Analista Chefe

3 passos para um médico se aposentar em 12 anos

Carga de plantões em excesso, e sem tempo para curtir a família e amigos? Descubra o passo a passo para um médico se aposentar em 12 anos.
João Scognamiglio
Planejador de Investimentos

Como Montar uma Carteira de Investimentos

Uma carteira de investimentos é um conjunto de ativos que visa diversificar o seu patrimônio, protegendo-o e aumentando o potencial de retorno financeiro
João Scognamiglio
Planejador de Investimentos

5 Grandes Polêmicas sobre a Diversificação

O conceito de diversificação nos investimentos é coberto de mitos. Entenda, de uma vez por todas, quando não diversificar os seus investimentos.
Thiago Cardoso
Analista Chefe