20/10/2021

A educação dos filhos é, sem dúvidas, uma das maiores preocupações dos pais desde o primeiro despertar dos pequenos, e, quando o assunto é finanças, essa preocupação aumenta. Como lidar com um assunto tão delicado e de maneira lúdica?

Se essa é uma preocupação sua, então preste muita atenção nesse manual. É claro que ele não vai te fazer ser um expert em finanças, mas com certeza trará dicas essenciais que você já poderá aplicar com os seus pequenos.

1) Seja um bom espelho

Muitos pais esperam que os filhos não cometam os mesmos erros que eles cometeram quando mais novos, porém, o exemplo dos pais sempre será a fonte dos primeiros aprendizados da criança.

Portanto, entender o básico sobre educação financeira e investimentos é fundamental para que seus filhos tenham onde se inspirar. Para isso, existem diversos livros que podem ajudar a controlar melhor sua organização financeira.

Neste artigo separamos 17 livros que vão mudar a sua vida financeira.

2) Ensine bons valores e não a ter dinheiro.

Imagine a seguinte situação: seu filho ou filha recebe um dinheiro seu todo mês e costuma guardar o dinheiro. Ao chegar em uma loja, ele pede um presente baratinho para você. Você, como um pai ou uma mãe bondosa, compra esse presente achando que o filho vai ficar muito feliz, e provavelmente ficará.

Porém, sem perceber, qual a lição que você ensinou ao seu filho? Que sempre que tiver algo baratinho, os pais estarão lá para ajudá-lo

Agora imagine que, neste mesmo exemplo, você como mãe ou pai zeloso, indagasse o seu filho:

“Filho, por que você não compra com o seu dinheiro?” Ou melhor: “Você gastaria a sua mesada com esse brinquedo?”

Essa atitude fará o filho pensar sobre escolhas e essa talvez seja a primeira de muitas que ele passará na vida. E, independente da compra ser efetuada ou não, o aprendizado vai ser iniciado. A educação financeira não se trata de dinheiro, mas de valores.

3) Reduza o fator tempo

O que para um adulto passa rápido, para a criança é uma eternidade. Pense em uma viagem de carro e como pode se tornar um inferno quando as crianças começam a perguntar quanto tempo faltam.

Da mesma forma, querer que uma criança pequena entenda que o dinheiro é para ser poupado para o futuro é muito difícil. Sendo assim, uma técnica que muitos pais utilizam é a de, ao invés de pagar uma mesada, optar por uma semanada. Ou seja, ao invés de dar um dinheiro mensal para os pequenos, dividir a quantia em semanas.

Assim, as crianças podem começar a entender o conceito de guardar para que não falte nada no fim da semana.

4) Ajude seus pequenos a escolher suas metas

As crianças e adolescentes estão rodeadas de opções de consumo. Para elas, o dinheiro é um meio de troca para comprar presentes e elas não possuem o menor interesse em guardar para o futuro. Sendo assim, por que guardar o dinheiro se não for para comprar um presente maior?

Guardar para comprar, no caso de uma criança, não necessariamente é um problema, afinal, estamos falando de valores que devem ser passados. E um valor que pode ser muito bem ensinado é o quanto poupar pode ser importante para atingir objetivos maiores.

Portanto, ajudá-las a escolher qual o presente que ela tanto sonha e incentivá-la a poupar pode ser muito útil, além de dar a possibilidade do seu filho buscar outras formas de ganhar mais dinheiro dos pais, como ajudando com as louças ou em atividades domésticas.

5) Ensine o valor dos juros compostos.

Não adianta achar que você vai ensinar uma criança de menos de 10 anos sobre taxa de juros ou empréstimo no cartão de crédito. Porém, algumas dicas simples podem ajudá-las a entender como funciona os juros (e só isso já vai ser uma baita lição para elas).

Um exemplo simples do que pode ser feito é remunerar a criança todo mês por deixar um dinheiro com a custódia dos pais, como em uma caderneta de poupança. Da mesma forma, se a criança optar por comprar algo mais caro do que o seu dinheiro possa comprar, cabe aos pais oferecerem um empréstimo para a criança, se acharem que é válido.

Uma dica de ouro é fazer com que os juros do empréstimo seja até maior que o juros da poupança e a cobrança seja feita em cima da semanada, porque assim, ela já vai aprender desde cedo que pegar emprestado é pior do que poupar.

Exemplo: Todo o dinheiro que estiver com os pais, retorna em 10% no fim do mês. Todo dinheiro emprestado, terá 15% de juros por mês.

6) Ensine seu filho a empreender.

Não há nada de errado em ganhar dinheiro de forma honesta. Muitos pais têm vergonha de deixar os seus filhos empreender desde cedo.

Fazer doces para vender ou vender artesanatos não é uma tarefa muito difícil e pode trazer importantes lições para o seu filho. Nesse caso, é até interessante que os pais ajudem a precificar e ensinar os valores da honestidade e ética para os pequenos.

Além disso, cabe até dar uma forcinha no dinheiro lucrado, aumentando um percentual para ensinar que empreender é ainda melhor do que poupar.

7) Aprenda com os seus erros.

Não existe fórmula mágica na educação. É normal que você erre em algumas tentativas de educar os seus filhos. O mais importante é entender os erros e tentar corrigi-los para que não aconteçam novamente.

Cada criança possui suas particularidades e ensiná-las não será uma receita de bolo. Os valores ensinados são mais importantes que qualquer brinquedo comprado. Portanto, ensine bons valores aos seus filhos e você estará contribuindo para um mundo melhor.

8) Deixe o dinheiro visível.

Crianças não conseguem visualizar o dinheiro que fica em uma conta no banco e por esse motivo é que o porquinho é tão popular. Deixar o dinheiro da criança visível para ela fará com que ela observe o seu dinheiro crescer em busca da sua meta, incentivando-a.

À medida que ela for se tornando uma adolescente, os conceitos de conta corrente, poupança e cartão de crédito podem começar a ser introduzidos com calma.

9) Gamefique

Crianças lidam muito bem com jogos e brincadeiras. Sendo assim, buscar tratar todo o processo de educação como um jogo pode funcionar muito bem. Para isso, existem diversos jogos de tabuleiros que trazem casos interessantes para ser discutidos com os pequenos.

Dessa forma, um assunto que, muitas vezes é visto como um problema para os pais, pode ser resolvido de forma simples e leve.

Conclusão

Educar financeiramente uma criança não é uma tarefa fácil, mas pode ser simplificada e lúdica para que as crianças absorvam melhor as lições. Ensinar bons valores aos nossos filhos é uma missão que tornará o mundo melhor. Afinal, pessoas organizadas financeiramente conseguem ter mais tempo para lidar com o que realmente importam em suas vidas.

E aí, o que achou desse artigo? Quer receber mais artigos como este? Inscreva-se na nossa newsletter.


E se você já deu o primeiro passo e aprendeu a poupar desde cedo, deixa a Múltiplos te ajudar a investir melhor o seu dinheiro, entra em contato com os nossos planejadores e agende a sua consultoria gratuita.

Panorama de Mercado - Dezembro 2021

Confira os principais acontecimentos do mês de dezembro do Brasil e do mundo, que impactam nos seus investimentos.
André Falcão
Economista

Panorama de Mercado - Novembro 2021

Confira os principais acontecimentos do mês de outubro do Brasil e do mundo, que impactam nos seus investimentos.
André Falcão
Economista

Panorama de Mercado - Outubro de 2021

Confira os principais acontecimentos do mês de outubro do Brasil e do mundo, que impactam nos seus investimentos.
André Falcão
Economista

Panorama de Mercado - Setembro de 2021

Confira os principais acontecimentos do mês de setembro do Brasil e do mundo, que impactam nos seus investimentos.
André Falcão
Economista

Está em dúvida sobre contratar uma consultoria de investimentos? Faça essas 4 Perguntas antes de tomar uma decisão

Tem dúvidas se uma consultoria financeira é ideal para você? 4 perguntas para se fazer antes de tomar uma decisão de contratar esse serviço.
Arthur Falcão
Planejador Financeiro

Commodities: como investir e quais os 6 cuidados que você deve ter?

O Brasil tem observado um forte aumento do preços de commodities. Será que vale a pena investir em ações de empresas produtoras de commodities?
Arthur Falcão
Planejador Financeiro