Panorama do Mercado - Agosto de 2021

André Falcão, CGA
Economista
8/9/2021

O relatório de Panorama de Mercado é um resumo elaborado pela equipe de análise da Múltiplos que traz os principais acontecimentos relacionados ao mercado de investimentos. 

No decorrer do relatório você também encontrará links para as principais notícias vinculadas nessas últimas semanas, caso deseje se aprofundar nos temas cita

A seguir você encontrará os principais acontecimentos sobre:

Cenário da Economia Internacional:

Brasil: Economia e Política:

Cenário da Pandemia.

Economia Internacional

Os Barômetros Globais

Os Barômetros Globais são uma boa forma de acompanhar o ritmo do crescimento econômico mundial. Barômetro Coincidente reflete o estado atual da atividade econômica. O Barômetro Antecedente emite um sinal cíclico cerca de seis meses à frente dos desenvolvimentos econômicos reais.

Os números mais recentes indicam uma desaceleração da economia global, o que já era de se esperar, dado que já estamos mais distantes do pico das restrições causadas pela pandemia. Sendo assim, o ponto é que a expectativa de uma recuperação rápida após a pandemia, em parte aconteceu, mas é de se esperar crescimentos mais ameno nos próximos trimestres.

Figura 1: Barômetros Econômicos (Fonte: KOF, ETH Zurich e FGV IBRE)

A desaceleração é mais intensa na Ásia, em especial na China. O país, além de ter se recuperado da pandemia mais rapidamente e já ter passado pelo processo de recuperação mais intenso, apresentou dados abaixo do esperado pelos analistas nesse último mês. 

Mercado Acionário Chinês em Queda

Além da desaceleração mostrada no tópico anterior, O governo chinês fez uma investida regulatória contra o setor privado de educação, empresas de construção e de tecnologia. Esse tipo de intervenção gera receio nos investidores que temem que a interferência governamental nessas empresas afete a lucratividade das mesmas.

O ETF XINA11, que replica a bolsa chinesa no Brasil, acumula queda de 15% desde o início do ano até agosto de 2021. Em um artigo do nosso blog em julho já havíamos falado sobre os riscos eminentes de investir na China, você pode conferir clicando aqui

Escalada dos Fretes Marítimos 

Os custos do transporte de carga marítimos estão disparando ao redor no mundo e isso tem efeito direto para importações e exportação, sendo mais um fator inflacionário para o cenário atual do mundo.

Podemos listar como motivos para esse acontecimento:

Figura 2: Freightos Baltic Index (FBX): Global Container Freight Index

O Tappering dos EUA

O tappering é o termo utilizado para se referir à retirada gradual dos estímulos econômicos. Como já temos reforçado há algum tempo, a economia americana vem sendo agressivamente estimulada pelo FED (Banco Central Americano) que atua compra direta de títulos no mercado já há alguns anos e com ainda mais intensidade durante a pandemia.

Com a melhora dos números da pandemia e da economia americana, o FED já sinalizada a possível redução desses estímulos. O que deixa alguns investidores receosos quanto ao desempenho dos ativos que vinham sendo “carregados” pela instituição.

Na comunicação de Jeremy Powell, presidente do FED, que aconteceu no dia 27/08, o FED continuou a classificar a inflação americana como transitória e não dá sinal claros de quando irá começar o processo de tappering. Apesar de ter comunicado que esse processo deva acontecer até o final deste ano, era esperado um posicionamento mais concreto.

Informações relevantes nos links a seguir:

Brasil: Economia e Política

(Crédito: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)

Atualizações da Reforma Tributária

As premissas mais desejadas para uma reforma tributária são a simplificação da cobrança, que hoje é um verdadeiro caos, e a redução de impostos. O que estamos vendo é justamente o contrário, já que se criam regras a todo momento e, em alguns setores, há o aumento da carta tributária. 

Outro ponto é que a reforma administrativa deveria ter prioridade frente à reforma tributária já que ela pode ser responsável por cortes de gastos.  Feito isso, fica possível definir qual seria os níveis novos de impostos. No entanto, a reforma administrativa pouco avançou nos últimos meses, provavelmente pela sua alta impopularidade frente a alguns setores.

Inflação e a Crise Hídrica

O IPCA-15, considerado prévia da inflação oficial, registrou uma variação de 0,89% em relação a julho, o mercado esperava alta de 0,82%. O índice acumula alta de 9,30% nos últimos 12 meses. 

O crescimento dessa prévia já era esperado, principalmente em consequência do efeito causado pela crise hídrica, que afetou o bolso do consumidor e os custos das empresas com o aumento das tarifas do setor elétrico. Porém, o resultado surpreendeu por ser o maior para o mês de agosto desde 2002.

A continuidade da alta da inflação fez o mercado ajustar a previsão de da Selic para o final de 2021, a projeção atual saltou de 7% em julho para 7,5%.

Vale lembrar que um aumento da inflação deve pressionar também as contas públicas, já que boa parte das despesas do governo é reajustada pela inflação. Por exemplo, o salário mínimo, que é corrigido pela inflação, e deve aumentar o custo com o funcionalismo público.

Clicando aqui você encontra um artigo no nosso blog comentando sobre como investir no meio desse ciclo de alta de juros.

Situação Fiscal

No cenário fiscal temos a possibilidade real de ultrapassarmos o teto de gastos. A proximidade das eleições é mais um fator que gera desconfiança no mercado porque há incentivos para que medidas mais austeras sejam deixadas de lado para não haver danos à popularidade eleitoral.

Uma notícia negativa para a situação fiscal foi a definição da justiça do pagamento 90 bilhões em precatórios, que são dívidas judiciais da união. O governo tem tentado parcelar esse montante, mas há sério risco de rompimento do teto de gastos. Para os detentores desses precatórios a situação é preocupante, já que se discute um adiamento com prazos incertos. Esse tipo de discussão gera danos à imagem do País para os investidores, o que é mais um fator para impulsionar a taxa de juros para cima, já que os prêmios necessários para adquirir títulos públicos passam a ser maior. Taxas de juros mais elevadas, por sua vez, podem ser um entrave para o crescimento econômico.

Enquanto isso, apesar do País ter apresentado uma leve redução na relação dívida/PIB, em grande parte essa boa notícia é impulsionada justamente por conta do aumento da inflação, já que a dívida é medida em valores nominais. Para o curto e médio prazo, a dívida deve sofrer pressão para cima por conta do aumento da taxa de juros que afeta a emissão de novos títulos. Além disso, o mercado se mantém preocupado com descaso fiscal do governo.

Então, temos que ter muita atenção ao que o governo irá fazer nos próximos meses, abdicar do fiscal é um risco real, ainda mais às vésperas de um ano de eleição onde há incentivos para não se tomar decisões impopulares.

Informações relevantes nos links a seguir:

Cenário da Pandemia

O Brasil conta com 63,77% da população vacinada com pelo menos uma dose (até 01/09/21. Agosto foi um excelente mês para o processo de vacinação, com um avanço de cerca de 13p.p. em termos de população com ao menos uma dose. Nessa métrica, ultrapassamos os EUA, que estava bem à frente desde o início do processo de vacinação global. 

Figura 3: Percentual da População que Recebeu pelo menos 1 Dose da Vacina

Porém, ainda estamos distantes dos países mais desenvolvidos em termos de população totalmente vacinada - com as duas doses necessárias para garantir a imunização ou vacinada com imunizante de dose única. Justamente por termos ganhado celeridade na vacinação apenas a partir do 2º trimestre. 

Contudo, temos uma aparente maior aceitação da primeira e segunda doses no Brasil que em relação aos EUA, por exemplo, que pouco avançou em termos de população totalmente vacinada no último mês.

Figura 4: Percentual da População Totalmente Vacinada contra a Covid-19.

Observado isso, temos no gráfico a seguir é possível verificar que o Brasil continua em um processo de redução no número de casos diários, enquanto Reino Unido e Estados Unidos passam por uma terceira onda da doença. Outro fator que tem gerado maiores dificuldades para esses países é o avanço do variante delta, que tem se mostrado mais transmissível. 

Figura 5: Média Móvel de 7 Dias de Casos de Covid-19 a Cada 1 Milhão de Pessoas

A vacinação parece estar causando efeito em reduzir a mortalidade nesses países, porém os EUA estão em uma alta na média móvel de mortes que têm gerado receios para a população e o mercado, que teme novas restrições à economia.

Figura 6: Média Móvel de 7 Dias das Mortes por Covid-19 a Cada 1 Milhão de Pessoas

Informações relevantes nos links a seguir:

Quer receber nossos conteúdos em primeira mão? Assine a nossa newsletter.

Disclaimer

Esse material foi elaborado por analistas independentes da Múltiplos Investimentos e Consultoria LTDA – 27.784.851/0001-29. É de uso exclusivo do seu destinatário, não podendo ser reproduzido ou distribuído, no todo ou em parte, a qualquer terceiro sem autorização expressa da Múltiplos.

Esse conteúdo está protegido pela Lei nº 9.279 (Lei de Propriedade Intelectual) e sua reprodução não-autorizada sofrerá as devidas consequências legais.

Esse relatório também não representa oferta de negociação dos ativos nele incluídos ao preço envolvido.


É hora de investir em ações?

O atual cenário para investimentos no Brasil está atraindo investidores estrangeiros. É a melhor hora para investir na bolsa?
Arthur Falcão
Planejador Financeiro

Panorama de Mercado - Maio de 2022

Nesse artigo trouxemos nossa avaliação dos principais acontecimentos atuais da economia e mercados nacional e internacional.
André Falcão, CGA
Economista

Panorama de Mercado - Dezembro 2021

Confira os principais acontecimentos do mês de dezembro do Brasil e do mundo, que impactam nos seus investimentos.
André Falcão, CGA
Economista

Panorama de Mercado - Novembro 2021

Confira os principais acontecimentos do mês de outubro do Brasil e do mundo, que impactam nos seus investimentos.
André Falcão, CGA
Economista

Panorama de Mercado - Outubro de 2021

Confira os principais acontecimentos do mês de outubro do Brasil e do mundo, que impactam nos seus investimentos.
André Falcão, CGA
Economista

Manual do Pequeno Investidor

9 dicas simples de como ajudar na educação financeira do seu filho.
João Scognamiglio, CFP®
Diretor de Consultoria